Scooto

Mulheres ocupam apenas 16,9% entre founders de startups no Brasil

Apenas 16,9% de founders de startups são Mulheres, e apenas 0,7% é composta por mulheres em sua maioria. Esses dados foram revelados pelo Mapeamento do Ecossistema Brasileiro de Startups, uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups), o que o torna de grande importância no universo “startupeiro”.

Para nós, foi um misto de orgulho e incômodo, ao ver que fazemos parte dessa fatia, mas representamos uma parcela que está em constante ascensão, e que isso precisa ainda de muita energia e recursos de todo o ecossistema para se igualar. 

Hoje, com 120 Scooteiras, a Scooto representa uma parcela pequena no ecossistema: apenas 1% de empresas com 101 a 200 colaboradores. Quanto à presença de colaboração de mulheres, há uma discrepância acentuada dentro de um cenário que ainda aponta 19% das empresas com nenhuma mulher na equipe.

Você confere a pesquisa completa aqui

A pesquisa é referente ao ano de 2021 e conta hoje com uma base de mais de 13.700 mil startups cadastradas. A base é aberta e atualizada em tempo real, e com mais de 7 mil startups associadas. Além disso, durante os meses de agosto e setembro deste ano foram extraídas respostas ativas com uma amostra de 2.500 startups de todo Brasil.

O que é uma startup?

A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) define startup como “uma empresa que nasce a partir de um modelo de negócio ágil e enxuto, capaz de gerar valor para seu cliente, resolvendo um problema real, do mundo real, oferecendo uma solução escalável para o mercado, e, para isso, usa a tecnologia como ferramenta central”.

Saber onde a Scooto está na fila do pão, ops!, no ecossistema de startups brasileiras só reforça nosso propósito voltado para igualdade de gênero, para atuação das mulheres no mercado de trabalho e, sobretudo, nos espaços de liderança. Mas sabemos que ainda há muito o que voar e nosso foguete tem buscado a cada dia estar mais alto.